Doze em Doze: 06. I got Pride & Cake

6 comentários: | |

Senhoras e senhores, é primeiro de junho e eu sou gay... 50% pelo menos. Bem-vindos ao Limerence! Um espaço em clima de muita festa porque o mês de junho é o mês do orgulho LGBTQ+ e também é o aniversário do blog! Mais especificamente, no dia 30 de junho é o aniversário oficial - Limerence é canceriano (watch me fazendo o mapa astrológico do meu blog) e eu não podia perder a oportunidade de misturar os dois temas e trazer essa belezura aqui que é, também, uma renovação de um antigo layout que foi feito pro aniversário de um ano do meu antigo blog, Wonder! Nessa casa a gente vive de remodelações e bases antigas, galera, eu nunca disse que o 12 em 12 seriam feitos do zero toda vez, hein HAHAHA. Mas, esse layout sempre foi muito especial pra mim e poxa, foi feito há SETE anos atrás, lá em 2014, fiz ele com 14 anos de idade, tava na hora de uma remodelação e um redraw da ilustração que eu usei, mas, vou entrar em detalhes dessa parte daqui a pouco.

Não foi a intenção usar dois layouts com altura fixa dois meses seguidos, mas, eu não contava com a ideia do mês passado ter mudado tanto, essa daqui já estava programa desde que eu fiz minha listinha de ideias no final de 2020, mas tudo bem. Dessa vez nós temos uma lista de tags pra ficar fácil pra vocês navegarem pelo blog enquanto eu não arrumo a página da masterlist e também um gadget especial de convidados de honra onde eu coloquei os blogs dos amiguinhos e que também são visitantes constantes do blog! Se você não está ali, não fiquem tristes! O blog é relativamente novo e eu tenho certeza que ainda vou conhecer muita gente por aqui! Vamos falar mais sobre o template.

30 letters: maybe in another life

3 comentários: | |

11. Um falecido que você queria muito poder conversar com

Para meus falecidos avós, 

Família sempre foi um conceito um pouco complicado pra mim, eu, a caçula, por algum motivo não tive tanto contato com uma certa parte da família quanto meus irmãos mais velhos, enquanto eles conhecem tios e tias dos quais eu não sequer sabia o nome e são realmente próximos deles, eu nunca mais vi meu padrinho depois do meu batizado e nem lembro bem o nome dele (Ricardo, eu acho.)

Pra mim, minha família sempre foi eu, meus irmãos e meus pais. Pouco me importava os outros, até porque eu nunca os via, pra que realmente considerar família quando tudo que nos une é o sangue? Mas, tenho que ser sincera, sempre tive muita inveja dos meus amigos com seus avôs e avós. As avós que sempre faziam comida demais, os avôs trazendo doces e buscando os netos na escola... Eu não tive isso e minha única avó viva também não foi muito próxima de mim, não que eu sinta falta de verdade, até porque não dá pra sentir falta de algo que eu nunca tive, mas eu queria ter tido essa experiência, eu queria ter tido o que meus sobrinhos tem hoje com meus pais, sabem? Aquele amor inexplicável que as crianças sentem pelos avôs só de verem eles, queria sentir esse carinho também.

Vô Seloé, o senhor podia ter ficado aqui em São Paulo, né? Não necessariamente voltando pra avó Helena, mas ficado aqui por perto, talvez as coisas teriam sido diferentes... talvez o senhor ainda estivesse vivo. Meu pai sente sua falta e sempre diz o quão grande foi o buraco por você não estar presente e eu queria muito ter te conhecido, apenas ouço histórias e... elas não são lá muito boas, você era alguém um tanto... bagunçado, mas, ainda sim, eu queria saber como as coisas seriam com você por aqui.

Vô e Vó Lupette, infelizmente nem eu ou meus irmãos carregamos esse nome (longa história, planejo um dia conseguir acrescentar ele no meu), mas sempre ouvimos histórias sobre vocês. Minha mãe também não teve muito tempo, vocês se foram muito cedo da vida dela e ainda mais cedo da vida do meu tio, mas, penso que se vocês eram tão amáveis quanto minha mãe é hoje, acho que eu teria muito carinho por vocês.

Eu só consigo imaginar o que teria sido, talvez, com vocês, eu tivesse mais apego com o resto da família, talvez minha mãe não tivesse passado por tudo que passou tão cedo, ou meu pai tivesse crescido de uma forma diferente, menos traumatizada. Assim como, talvez, se tudo isso fosse diferente, eu não estaria aqui. É engraçado pensar no efeito dominó que as coisas acontecem, porque provavelmente minha mãe nunca teria conhecido meu pai se vocês estivessem vivos, porque com certeza ela ainda estaria no interior e meu pai aqui no centro ou até mesmo lá pro nordeste, que é de o pai dele veio, talvez eles nunca se encontrassem e nem eu ou meus irmãos existiriam.

Mas, mesmo com essas possibilidades, nossa, como eu queria ter conhecido vocês.

Da sua neta,

Giovanna

Doze em Doze: 05. The Sixth Anniversary

5 comentários: | |
Que atirem a primeira pedra quem não achou que dona Neko não ia entregar o layout desse mês, podem admitir, eu sei que vocês esperaram isso (risos) e, pra ser bem sincera, eu mesma não achava que iria conseguir. Quando eu fiz a brincadeira com o hiatus de primeiro de abril era - realmente - só uma brincadeira, mas, acabou se tornando um pouco de realidade conforme os dias se passavam. Por mais que eu me animasse com novos comentários e com visitas constantes, tinha alguma coisa que me bloqueou de criar novas postagens e trabalhar com antecedência nesse novo layout, aliás, a ideia mudou completamente conforme eu fazia ele, mas vou falar disso no decorrer da postagem, como sempre.

Incrivelmente, 2021 tem sido mais conturbado que o famigerado dois mil e vinte, talvez sejam consequências atrasadas do ano anterior, mas venho passando por crises ansiosas cada vez mais constantes e estando mais depressiva do que antes, estou adiando voltar a passar com um psicólogo, queria fazer isso quando terminasse a mudança de casa e eu saísse definitivamente do meu emprego, enfim... talvez tenha que adiantar isso, mas estou bem, juro! Acho que preciso de um bom descanso, enfim.

30 letters: I still think about that

6 comentários: | |

10. Pra alguém que você não conversa tanto quanto queria

Querida M.,

Desde que minha mãe pegou gosto por viagens de cruzeiro e agendar para nós pelo menos uma viagem curta por ano, eu venho tendo experiências incríveis. Apesar da minha timidez, eu sempre acabei fazendo amigos nessas viagens e o que me motivava era o pensamento de que eu provavelmente nunca mais veria essas pessoas de novo, então eu podia fazer o que eu quisesse que não me afetaria muito no futuro se eu fizesse algo errado, por alguns dias a minha timidez relaxava e eu me permitia conhecer pessoas novas que eu sabia que não iriam se tornar realmente amigos próximos.

Então, naquela noite, naquele carnaval, enquanto eu dançava vestida numa fantasia quebra-galho de Sabrina Spellman, eu me permiti me aproximar de você que já vinha me dando alguns olhares interessados. A gente conversou, conhecemos nosso outro amigo e foi assim, durante toda a semana. Não escondi o fato que estava interessada em você para mais além de amizade e, encurtando a história, foi uma das melhores viagens que eu já fiz.

Eu não sou boa de manter amizades assim, mas, com você eu me esforcei, eu fui atrás e eu percebi que você também fazia o mesmo. Mas, em algum momento, você já não demonstrava o mesmo.

Cheguei até a pensar que você gostasse de mim, de verdade. No meu aniversário, comprovei que era só eu pensando dessa forma.

Depois daquela segunda viagem, onde eu fiquei bem chateada contigo, percebi que não seria a mesma coisa quando voltássemos cada uma pra sua casa e eu estava bem com isso... mas, ainda sinto sua falta. Sinto falta de conversar contigo, de ficar falando sobre as músicas que gostamos e de eu ficar te importunando porque tinha conseguido fazer você gostar de k-pop.

Você está feliz e eu estou feliz por ti, mas, ainda queria entender porque não deu certo, como passamos de conhecidas, para 'amantes', para amigas e... conhecidas de novo.

Ainda assim, com carinho,

Gio (Sabrina)


Hiatus por um tempo

6 comentários: | |

Oi pessoal! Como estão? Bem, eu acho que pelo título da postagem vocês já devem perceber do que eu vou falar hoje. Bem, eu vinha falando que as coisas estavam meio bagunçadas por aqui, nos começos das postagens, acho que pra todo mundo o ano começou meio turbulento, né? Enfim, não vou me prolongar muito nisso, achei melhor dar uma pausa nas atualizações pra eu poder tirar um tempinho pra minha cabeça, espero que entendam. Ah, e claro! Eu não podia deixar de informar vocês:

FELIZ PRIMEIRO DE ABRIL! HAHAHA! Me desculpem por isso, mas eu não podia perder a chance, espero que tenha dado certo pelo menos pra quem veio ler a postagem a partir da lista de leitura, hihi! Não, não estou dando uma pausa no blog, mas sim dando as BOAS-VINDAS ao mês de abril aqui no Limerence! Não vou mentir e dizer que é mentira o que eu vinha falando nas postagens, realmente não estou passando pela melhor fase entre minha família só que esse blog aqui me ajuda muito a me distrair, além do divertimento imenso enquanto monto os layouts desses meses, então, perdoem a brincadeirinha e vamos ver um pouquinho do processo do layout! Essa postagem vai ser mais curta, mas só pra não perder o costume do início do mês ♥

A tag da viagem no tempo

10 comentários: | |

Olá, meus queridos ♥ como vocês estão? Espero que melhor que eu, sinceramente. Venho passando por um estresse imensurável por assuntos familiares, hoje inclusive foi foda, esse ano chegou com os dois pés nas minhas costas como se já não tivesse bastado 2020. Eu estou melhor agora, com um pouco de dor de cabeça porém melhor. Aproveitei que precisava me distrair e vim trazer a proposta desse mês do Together, o projetinho pra unir a blogosfera mais querido... da blogosfera!

A proposta de blogagem coletiva desse mês foi a de fazer uma tag com tema livre e a minha de hoje, como podem ver pelo título da postagem, é inspirada em viagem no tempo! A umas duas semanas atrás, acho, eu assisti um filme de comédia romântica que envolvia viagem no tempo e eu fiquei muito inspirada lembrando de outros filmes com a mesma temática, então, cada pergunta é inspirada em um filme, se você conhece o filme as perguntas fazem mais sentido. É uma tag pra pensar bastante sobre mas, também levar bem na brincadeira! Espero que gostem, vamos lá~

30 letters: to my scorpio buddy

6 comentários: | |

09. Alguém que você queria conhecer

Querido Adam,

Faz mais de um ano desde que eu lhe escrevi pela última vez, não sei porque parei, quer dizer, em 2019 foi porque eu não tinha realmente algo demais para escrever, estava no meio de uma viagem e depois do natal muita coisa aconteceu, mas, me surpreendo que não tenha escrito nada em 2020 para ti, apesar de sempre pensar em você hora ou outra. 

Sinto que não preciso lhe explicar ano passado, você sabe como o ano foi surreal. Acho que por isso não escrevi pra ti, já bastava toda a loucura que eu estava vivendo, não precisava dessas cartas aqui pra piorar. Mas, um resumo, eu me formei, estou prestes a me mudar, pintei meu cabelo de azul, quase perdi outro cachorro da família, quase comecei um romance de verdade, tirei o azul e voltei pro loiro e tirei dois sisos. Pronto, isso resume tudo.

Não. Não estou incluindo todos os surtos emocionais e definitivamente não estou pronta pra falar sobre a situação divórcio-empresa que eu e minha família estamos, já chorei demais por isso e não quero mais lágrimas por enquanto, espero que entenda.

Sabe, eu até hoje não sei exatamente porque comecei a lhe escrever essas ‘cartas’. Acho que a ideia de escrever pra alguém que nunca vai receber nada disso me soa confortável. Eu não sou fácil de confiar nas pessoas e não falo dos meus sentimentos sempre, prefiro manter meus pensamentos complicados pra mim mesma, tenho medo do que podem achar. Agora, fingir estar escrevendo pra uma celebridade como se fôssemos melhores amigos e ter o privilégio de nunca receber uma resposta? Perfeito.

Talvez até romântico, mas, não como amantes e sim uma relação de confiança mútua, de identificação e confiança. 

Eu queria ser sua amiga, mas, espero ao menos te conhecer um dia.

De uma admiradora do seu trabalho e de você, como pessoa,

Giovanna

   

Há um tempo atrás, eu comecei a escrever no meu bloco de notas do celular algumas "cartas" que se resumiam a pensamentos, reflexões e desabafos dos meus dias, naquela época eu estava pesquisando muitas coisas sobre o ator Adam Driver e acabei endereçando essas cartas a ele, se tornaram meio que um log diary pra coisas que me eram relevantes e eu continuei por um bom tempo, me fazia bem. 

Eu sempre achei que se um dia conhecesse ele eu me tornaria uma boa amiga, sabem? Não sei, eu me identifico com o jeito estranho dele HAHAHA enfim, é uma pessoa que eu quero um dia poder conhecer e eu admiro demais. Continuo escrevendo pra ele no meu bloco de notas, acabou se tornando parte da minha rotina isso.

Hoje são duas cartas, pra compensar o mês passado que eu esqueci, aproveitem!



30 letters: It's been almost five years now

2 comentários: | |

 08. Seus amigos favoritos da internet

Caratonas,

Sendo sincera, eu não achei que essa amizade ia pra frente. Eu não sou boa de formar novos amigos, eu preservo os que eu tenho e cultivo a amizade, porém, dificilmente uma nova amizade realmente vai pra frente. Por isso, em 2016, quando eu comecei a gostar de Seventeen e entrei pro grupinho de DM no Twitter, eu estava bem insegura e, no fundo, já imaginava que seria uma experiência de alguns meses e depois eu ia me afastar.

Imagine minha surpresa quando, depois de quase cinco anos, eu ainda estou nesse mesmo grupo, me divertindo e mandando 'bom dia' quase todos os dias pra vocês, hm? 

O grupo passou por muita coisa, perdeu alguns membros que eram presentes, mudou de nome, mudou de plataforma e até chegou a ficar quase num hiatus por um tempo, mas, a gente já chegou naquele ponto da amizade que não importa o que aconteça, ela continua ali, firme e forte e eu não poderia ficar mais feliz de ter vocês na minha vida.

Então, obrigada, Mary, Vivi, Paty, Ale, Leticia, Mynna e até a sumida Raissa, por terem me acolhido quando eu cheguei e serem minhas amigas há tanto tempo já, espero que continuemos assim, esperando pra sempre o dia em que a Mary vai revelar o final de Hameau.

Eu amo vocês!

Da Caratona, Anti-Banheiro, Integrante da S.Coups Entertainment e advogada da Mary Ellen,

Gio 

   

Eu já tinha escrito essa carta antes, no Overthinking e eu escrevi pra minha amiga no twitter daquela época, Sam. Depois de um tempo eu acabei perdendo contato com ela (consequência da minha personalidade desastrada com amizades novas) e mesmo voltando a conversar ano passado, eu não consegui manter, acontece. Ainda tenho carinho por ela, mas não acho que vamos ter muito mais contato daqui pra frente.

Agora, incrivelmente, as Caratonas vieram pra ficar, de verdade e eu não poderia ser mais grata, é muito bom conhecer pessoas que tenham tanto em comum com você e que se tornam amizades verdadeiras. Eu, Mary e Paty até abrimos uma lojinha de produtos fanmade do Seventeen! Já começamos a produzir duas camisas e estamos com um pin como próximo produto, se quiserem visitar a lojinha cliquem aqui!

Juro que não foi uma postagem só pra divulgação, hein? Eu amo essas meninas de coração, haha.



Doze em Doze: 03. An Ode to Tangled

10 comentários: | |
Boa noite, leitores curiosos, como estão nesse noite de sexta-feira? Sejam muitíssimos bem-vindos ao mês de março aqui no Limerence estrelado nada mais, nada menos, do que pelo meu filme favorito de animação da Disney, Enrolados! Esse template é muito mais simples do que o anterior e, verdade seja dita, eu estava quase chorando por ter que substituir o anterior apesar de ter amado de coração o resultado desse aqui, hahaha, aparentemente eu tenho um novo xodó do HTML e vou trazer ele de volta, mas por ora, falemos da estrela de março.

Não vou negar que foi complicado construir esse layout, pelo simples fato de que eu não tinha a ideia completa dele. Vejam, quando eu elaborei esse projetinho dos 12 em 12 (página em construção ali no menu, juro que esse mês eu arrumo ela q) eu comecei ele só abrindo meu bloco de notas no celular e fazendo uma lista de 1 ao 12 e colocando o que eu havia pensado em fazer a cada mês como tema. Algumas ideias eu tinha elaborado completamente enquanto outras eu só anotei o tema principal e fiz o famoso "vou deixar minha eu do futuro se virar com isso" pois bem, querida Neko do passado, apenas escrever "Rapunzel's Hair" no item de março nÃO ME AJUDOU MUITO NA HORA DA EXECUÇÃO.

Pra quem eu admiro não tão secretamente

5 comentários: | |

Boa noite, queridos leitores! Como vão vocês nesse sábado preguiçoso? Vim passar o fim de semana no interior com minha irmã (isolados na casa daqui, claro, sem contato com mais ninguém, continuem se protegendo!) e o dia foi bem tranquilo, ainda mais porque choveu durante a tarde, mas está dando pra aproveitar :)

Agradeço a todo mundo que elogiou o layout desse mês, fiquei muito feliz com o feedback de todo mundo! Devo dizer que o próximo não vai ser tão fabuloso quanto esse, porém, ainda vai ser bem bonitinho, garanto, então aguardem ai.

Hoje a postagem vai ser um tema do Together, o projetinho lindo pra unir a blogosfera e manter sempre ativa! O tema desse mês foi relacionado ao dia de São Valentim e a proposta foi escrever uma cartinha para o crush inalcançável, seja ele uma celebridade ou um personagem 2D e... eu devo admitir que estou um pouco tímida com minha cartinha. Veja, eu sempre fantasio muito sobre muitas coisas e DIFICILMENTE falo sobre alguma coisa porque eu me sinto muito besta falando sobre em voz alta, então isso que vocês vão ler vai ser uma das únicas vezes que eu me exponho dessa forma HAHAHA, enfim, não riam tanto de mim, ok? Apesar de ser apenas uma brincadeirinha eu me sinto mto shy shy shy, ok?